Certamente já ouviu falar sobre o Caminho de Santiago, mas já alguma vez pensou em fazê-lo? Esta é uma rota de peregrinação desde o século IX, em que os peregrinos queriam seguir o caminho dos restos mortais do mártir Santiago, desde Jerusalém até ao local onde encontrou o descanso eterno, Santiago de Compostela, na Galiza.

Existem várias roCamino de Santiagotas do Caminho de Santiago mas a mais popular e famosa é o Caminho Francês, com quase 800 km que ligam os Pirenéus franceses a Santiago. Normalmente, os peregrinos demoram cerca de 4 semanas para fazer o Caminho (caminhando em média 25 a 30 km diários). Uma das belezas da peregrinação é que não há planos nem obrigações: caminha quando quer e pode parar onde quiser. O objetivo é chegar à Catedral de Santiago de Compostela, mas há pessoas que continuam o caminho até ao cabo Finisterra.

Na internet existem dezenas de fóruns com as informações mais importantes de como fazer o Caminho, quais as melhores rotas ou a melhor época do ano para caminhar. Mas o mais importante é perceber as razões que levam dezenas de milhares de pessoas a continuar a fazer este Caminho todos os anos. Os motivos normalmente são extremamente pessoais e longe vai o tempo em que o Caminho era feito apenas para expiação dos pecados. Hoje em dia, ninguém passa um mês a caminhar de ânimo leve! Há quem procure espiritualidade, inspiração ou até o silêncio do caminho.

Se realmente está interessado em fazer o Caminho de Santiago, deve aproveitar esta oportunidade para:

  • se encontrar consigo mesmo;
  • desligar-se do mundo exterior (deixe o telemóvel só para emergências);
  • melhorar o seu espanhol praticando com os locais que encontrar;
  • ter um contato próximo com a natureza;
  • ser espontâneo: pode aproveitar para pensar na sua vida num cenário bucólico ou até caminhar mais quilómetros porque se sente motivado;
  • conhecer pessoas novas: aproveite a oportunidade de fazer o Caminho com dezenas de pessoas de todo o mundo.